Preview only show first 10 pages with watermark. For full document please download

Formação+de+planos+de+emergência

   EMBED


Share

Transcript

N I C O B E L O @ H O T M  A I L . C O M FORMAÇÃO PLANOS DE EMERGÊNCIA N I C O B E OBJETIVOS DA FORMAÇÃO L O @ H O T M  A I L . C O M *Conh *Conhec ecer er o PLANO PLANO DE DE EMER EMERGÊ GÊNC NCIA IA de de nossa nossa Empre Empresa sa.. *Ser ca capazes de ATUAR com rapidez, controlando e mini minimi miza zand ndo o na medi medida da do pos possí síve vell o sin sinis istr tro. o. *Reflexionar como deveríamos atuar se nos viésemos envoltos em um acontecimento inabitual como pode ser  uma uma emer emergê gênc ncia ia.. *Não *Não baix baixar ar a guar guarda da,, e cola colabo bora rarr na melh melhor ora a de todo todo o que que esteja em nossa mão para contribuir e fo formar um uma empresa mais mais SEGUR EGURA A. N POR QUE UM PLANO DE EMERGÊNCIA? EMERGÊNCIA I C O B E L O @ H O T M  A I L . C O M •Por •Por noss nossa a segur seguranç ança. a. ¿ ? •É uma FERRAM FERRAMENTA ENTA que nos permit permite e saber saber COMO COMO atua atuarr em situaçã situação o de emergê emergência ncia.. (Que (Quem, m, Quando Quando e Como Como???) ???).. •Atra Atravé véss de treinamento teóric teórico o e prát prático ico de atuaç atuação ão (forma (formação ção e simula simulado), do), somos somos capaze capazess de preven prevenir ir e mitig mitigar ar os efei efeito toss de uma uma emer emergê gênc ncia ia.. •EVACUAÇÃO:- a realizamos para salvaguardar a nossos comp compan anhei heiro ross e ao rest restant ante e das das pess pessoa oass afet afetada adas, s, bus busca cando ndo a prot proteç eção ão tras traslad ladand andoo-as as a loca locais is segur seguros os de de uma uma form forma a adequa adequada. da. •EMERGÊNCIA:- é uma uma situ situaç ação ão que que atr atrav avés és da plan planifific icaç ação ão tratam tratamos os de minimiz minimizar ar os danos danos materia materiais is de nossa nossa empresa empresa.. N I C NOSSO PLANO DE EMERGÊNCIA O B E L O @ 0. Introdução 1. Desc Descri riçã ção o da empr empres esa a e sua sua vi vizi zinha nhanç nça. a. H O 2. Ava Avaliliaç ações ões do ris risco co.. T M  A I L 3. Como Como atua atuarr e os os mei meios os de Prot Proteç eção ão.. 4. Proced Procedime imento ntoss de atuaçã atuação. o. . C O M 5. Prog Program rama a de Impl Implanta antação ção do P.E. P.E. N I C O B E NOSSO GRANDE INIMIGO: O FOGO (componentes) (componentes) Podemos di dizer que um um Incêndio é um um fogo incontrolado L O @ H O T M COMBUSTÍVEL É a matéria que arde CALOR OU ENERGIA DE  ATIVAÇÃO O que que vai vai a inic inicia iarr o fog fogo. o.  A I L . C O M COMBURENTE É oxigênio do ar normalmente N I C CLASSES DE FOGO I O B E L O @  A Materiais que produzem brasa Fogos Fogos que que se dese desenv nvol olve vem m sobre sobre com combu bust stív ívei eiss sóli sólido doss que deix deixam am cinz cinzas as e rescalvos a arder; tais como madeira, papel, telas, borrachas, plásticos, etc. Método Método mais mais apropri apropriado ado de Extinç Extinção: ão: ESFRIAMENTO H O T M  A B Líquidos Inflamáveis C Combustíveis gasosos I Fogo Fogoss sobr sobre e comb combus ustí tíve veis is líqu líquid idos os,, graxas, pinturas, óleos, ceras, e outros Método: SUFOCAÇÃO. L . C O M Fogos originados originados por por gases como como o butano, butano, Propano, metano... Método: SUFOCAÇÃO N I C O CLASSES DE FOGO II B E L O @ H D O T Metais Combustíveis e produtos Químicos reativos Fogos Fogos sobre sobre meta metais is combus combustív tíveis eis,, que que se podem podem denomi denominar  nar  Especiais, como o Magnésio, titânio, potásio, sódio, e outros. Antes de manipular manipular estes produtos produtos é important importantísim ísimo o consultar consultar sobre o sistema sistema de de extinçã extinção o aprop apropria riado do para para cada um um. M  A Fogos Elétricos I L . C O M E São os origi origina nado doss em equi equipam pament entos os ou inst instal alaç açõe õess elét elétri rica cass ou qual qualqu quer er fogo fogo que que se prod produz uza a em pres presen ença ça de tensã tensão o elétri elétrica ca a partir partir de 25 voltz. voltz. Método Método:: cort corte e da da energi energia a elétric elétrica a e SUFOCAÇÃO N I C O B EXTINÇÃO DE INCÊNDIOS E L O @ H O T M  A I L . C O M Mediante o ESFRIAMEN ESFR IAMENTO TO eliminamos eliminamos o calor, calor, assim assim ESFRIAMENTO evitamos evitamos que se desprenda desprendam m vapores vapores inflamávei inflamáveis. s. Reduzindo Reduzindo a temperatura temperatura consegu conseguimos imos que que o fogo desapareça.  Através da SUFOCA SUF OCAÇÃO ÇÃO contri contribui buimos mos com a reduçã redução o SUFOCAÇÃO de oxig oxigêni ênio, o, este este é o que que faze fazemos mos quando quando lançam lançamos os saco sacoss de arei areia a ou cubr cubrim imos os com com uma uma mant manta a de de fog fogo. o. É de VITA VI TAL L IMPO IM PORT RTÂN ÂNCI CIA A ter ter semp sempre re muit muito o pres presen ente te VITAL IMPORTÂNCIA não utiliz utilizar ar agente agentess extinto extintores res que que possam possam ser condut condutore oress de corr corren ente te em pres presen ença ça de inst instal alaç ações ões elét elétri rica cas, s, adem ademai aiss corr correr er um risc risco o muit muito o grav grave e para para tot totos os e os que que nos nos rode rodeia iam, m, danos danos sério sérioss aos aos mate materi riai ais. s. N I C O B E L O @ H O T M  A I L . C O M EXTINTORES MÓVEIS AS PARTES EXTERIORES DOS EXTINTORES •Manô Manôme metr tro o - mede mede a pre press ssão ão •Mangueira •Tra •Trava va de des desca carg rga a •Ané •Anéll de seg segur uran ança ça •Eti •Etique queta ta (que (que indi indica ca entr entre e outra outrass cois coisas as o tip tipo o de fogo fogo para para que que ess esse e apar aparel elho ho está está prep prepar arad ado) o).. •Placa de Registro. N I  ALGUNS PROCEDIMENTOS C O B E L O @ H O T M  A I L . C O M •Seguir as instruçõe instruçõess dos Líderes Líderes de Brigada Brigada •Faz •Fazer er uso dos dos ext extin into tore ress sabe sabend ndo o que: que: uma uma vez vez des deslo loca cado do o ext extin into torr não não deve devemo moss colo colocá cá-l -lo o deit deitad ado. o. Cheg Chegam amos os a uma uma dist distân ânci cia a segu segura ra e aper aperta tamo moss o gati gatilh lho, o, diri dirigi gind ndo oo produto produto para para a base base das das chama chamas. s. ontribu ibua a uma uma maior ior segur gurança de tod todo os. Não procur procurar ar ser ser heró herói:i:- cont Não Não deve devemo moss cair cair no erro erro de assu assumi mirr risc riscos os exce excess ssiv ivos os depo deposi sita tand ndo o nossa nossa conf confian iança ça nos recur recursos sos própr próprio ioss (tai (taiss com como o a bôa bôa form forma a fís físic ica) a).. para evi evita tarr a ina inalaç lação ão mass massiv iva a de fum fumo oe Respir Respira a com tranqu tranquili ilidad dade:e:- para pó, e se este é abundante, “atire-se ao solo e arraste até a saída”, já que o nível de fumo é menos denso e tarda mais a chegar, posto que sua tendência é a de subir. Seri Seria a muito uito apro apropr pria iado do que que nest neste e caso caso coloc olocas asse se um peda pedaço ço de pano pano molha molhado do e respi respira rarr atra através vés deste deste filt filtro ro impr improv ovis isado ado,, pois pois filt filtra rará rá par partí tícul culas as de fumo. N I C O B NORMAS GERAIS DE EXTINÇÃO DE INCÊNDIOS E •A hora hora de atac atacar ar um incê incênd ndio io é no no int inter erio iorr de de um um loca local,l, si situ tuar ar-s -se e L sO empre em linha com a sa saída do rec reciinto, dando as as co costas a porta; [email protected] apagar o incêndio em seu início com um extintor portátil, H apon apontan tando do a base base das cham chamas. as. O •TEm caso de necessidade o emprego de água mediante mang mangue ueir ira a ante antess de fazê fazê-l -lo o o seu seu uso, uso, deve deverá ráss asse assegu gura rarr-te te que que M  A foi foi real realiz izad ado o o cort corte e da da ene energ rgia ia elét elétri rica ca naqu naquel ela a zona. ona. I •LNa medi medida da do poss possív ível el se proc proced eder erá á a reti retira rada da do mate materi rial al comb ustí tíve vell não não afet afetad ado o próx próxim imo o ao foco foco do incê incênd ndio io.. .combus C •OSe a magnitu nitud de do in incêndio fôr impo mpossível fecham-se as as por porttas do ocal afet afetad ado o e se se con contr trol olar ará á sua sua evol evoluç ução ão desd desde e seu seu exte exteri rior or,, M local refrigerando portas e paredes. N I C O B E L O @ H O T M  A I L . C O M ¡¡¡¡¡¡PERIGO PARA AS PESSÔAS!!!!!!!! GERAÇÕES DE GASES TÓXICOS: TÓXICOS: é o principal causa de mort mortes es que que se se pro produ duze zem m nos nos inc incên êndi dios os.. Sua Sua toxi toxici cida dade de depen depende derá rá do do tipo tipo de com combu bust stív ível el.. Um efei efeito to que que gases gases retiram o oxigênio do ar produzindo um efeito asfixiante. FUMO FUMO E GAS GASES ES QUE QUENT NTES ES:: tamb também ém pode podem m ser ser tóxi tóxico coss e forma formarr atmósf atmósfer eras as explo explosi siva vas. s. Sua inala inalaçã ção o prov provoc oca a quei queima madu dura rass inte intern rnas as e ext exter erna nas. s. Além Além do mais mais o fum fumo o difi dificu cultlta a a vi visã são o de saíd saídas as,, dos dos foco focoss de de inc incên êndi dio o e por portan tanto to da atua atuaçã ção o dos dos ser servi viço çoss de exti extinç nção ão.. O CALOR E AS CHAMAS: o calor causa agitação, desi desidr drat ataç ação ão e bloq bloque ueio io resp respir irat atór ório io,, as cham chamas as caus causam am quei queimad madur uras as exter externa nas. s. O PÂN PÂNIC ICO: O: que que se se pro produ duzz num num incê incênd ndio io pode pode alte altera rarr o comp compor orta tame ment nto o corr corret eto o ante ante um incê incênd ndio io.. N I C O B E L O @ H O T M  A I L . C O M COMPORTAMENTOS E CONDUTAS NAS EMERGÊNCIAS •O comp compor orta tame ment nto o das das pess pessoa oass joga joga um pape papell crí crítitico co e algu alguma mass decisõe decisõess podem podem increme incrementa ntarr o perig perigo. o. Por Por todos todos é sabido sabido que que o medo medo a morre morrerr causa causa vítima vítimas. s. •De •De modo modo ger geral al pode podemo moss dizer dizer que que as condu conduta tass que que pode podemm-se se dar dar::: Pess Pessoas oas unida unidass e com com calm calma a = 10 e 25% Pess essoas oas com uma condu nduta des desordenada ada = 75% Pess essoas oas com con confusão e an ansiedade ade = 10 10 e 25 25% •Ass •Assim im,, tend tender erem emos os em cont conta a que: que: Isola Isolare remo moss o sujei sujeito to hist histér éric ico o (não (não sign signifific ica a deixá deixárr-lo lo só) só).. Trasm Trasmititire iremo moss idéi idéias as de segur seguranç ança a e pre prest star arem emos os apôio apôio ao depressivo. Seremo Seremoss consci consciente entess e record recordare aremos mos aos aos demais demais que ha ha SAÍDA. SAÍDA. N I C O B E L O @ H O T M  A I L . C O M  A PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS RECORD RECORDAR AR que as caus causas as mais mais habitua habituais is desenc desencade adeant antes es de incê incêndi ndio o são: A eletricidade, os fôrnos, as instalações, cigarros, etc.  As orientações a difundir, neste sentido, são as seguintes: -Man -Mante terr os loc locai aiss o mais mais orde ordena nado doss e limpo limposs poss possív ívei eis. s. -Não -Não fuma fumar, r, a não ser ser em estâ estânc ncia iass habi habililita tada dass a tal feit feito. o. -Não -Não junt juntar ar pap papéi éiss e est estop opas as em em vasi vasilh lham ames es de lix lixos os -Uti -Utililiza zaçã ção o de cinz cinzei eiro ross metá metálilico cos, s, com com água água ou tapa tapa fuma fumaça ça auto automá mátitico co.. -Rev -Revis isão ão dos dos cinz cinzei eiro ross e papel papelei eira rass ao fina finaliliza zarr a jorn jornad ada a labo labora ral.l. -Não efetuar conexões ou adaptações elétr étricas sem aprovação do pessoa pessoall de manute manutençã nção. o. -Não -Não sobr sobrec ecar arre rega garr as linh linhas as elét elétri rica cas. s. -Manip -Manipula ularr com cuidad cuidado o os os produt produtos os inflam inflamáve áveis is e aéro aérosoi sois. s. -Não -Não inst instal alar ar estu estufa fas, s, fôrn fôrnos os,, nem nem outr outras as font fontes es de calo calorr nas nas prox proxim imid idad ades es de prod produt utos os infl inflam amáv ávei eiss ou comb combus ustí tíve veis is.. -Resp -Respeit eitar ar rigoro rigorosam sament ente e as proibi proibiçõe çõess estabe estabelec lecida idas. s. -Evita -Evitarr a concen concentra tração ção e acumul acumulaçã ação o de materi materiais ais combus combustív tíveis eis e inflam inflamáve áveis. is. -Apagar, -Apagar, ao ao final da jornada jornada de de trabalho trabalho todos os elemento elementoss de trabalho. trabalho. N I C SIMULADO O B E L O @ H O T M  A I L . C O M É a aç ação de por em prática as reações possíveis que podemos ter, ao encontrar-mos em uma situação de emergência. Dev Devemos emos por por tod toda a nos nosssa aten atençção, ão, e atua atuarr em conseqüência com o sinistro, tendo ndo em conta que tratase trat trata a de uma uma si simu mula laçã ção o que que pode pode aju ajudar dar-n -nos os a nos nossa sa proteção e a de nossos companheiros em um futúro. Um indivíduo que as assume um papel co concreto qu que nã não é novo novo,, exper experim imen enta tará rá meno menoss ansie ansieda dade de e sua respo respost sta a será será máis máis adap adapta tada da que que a de um suje sujeitito o que que nun nunca ca foi foi assumi assumido do a este este tipo tipo de ocorrên ocorrência cia.. N I C SABEMOS .... O B E L O @ H O T M  A I L . C O M 1. Qual é o telefone de aviso ao Centro Controle e Comunicação? 2. Que Que ação ação toma tomaría ríass ant ante e os os seg segui uint ntes es fogo fogos? s?  A. Uma bobina de papel queimando-se B. Um Uma fuga de gá gás ardendo C. Uma pane elétrica 3. Se Se o fogo fogo é de enverg envergadur adura.. a.... 4. Más…